O que aconteceu com a nossa adoração?

As Igrejas cristãs têm vivido os dias perigosos que preditos muito tempo atrás. Trata-se de uma época em que podemos dar tapinhas nas costas uns dos outros, nos cumprimentarmos e nos unirmos no refrão alegre, que diz: Estamos ricos, adquirimos riquezas e não precisamos de nada!”

É verdade que quase nada falta às igrejas de hoje, exceto o mais importante. Necessitamos da oferta genuína e sagrada de nós mesmos e de nossa adoração a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo.

Na mensagem do Apocalipse, o anjo da igreja em Laodiceia fez esta advertência e este apelo: “Você diz: estou rico, adquiri e não preciso de nada…repreendo e disciplino aqueles que eu amo. Por isso, seja diligente e arrependa-se” (3.17,19).

Minha lealdade e meu compromisso são e serão sempre com as igrejas verdadeiramente evangélicas, que creem na Bíblia e honra a Cristo. Nós temos sido ousados. Temos construído grandes templos e formado enormes congregações. Gloriamo-nos de padrões elevados e falamos muito sobre avivamento.

Mas tenho uma pergunta, e ela não é apenas retórica: O que aconteceu com a nossa adoração?

O Que Aconteceu Com a Adoração? Autor: A. W. Tozer

Você pode adquirir este livro na http://lojadofernandinho.com.br.